Vôos, cantigas e cantorias até aqui

 

Começou a trabalhar como atriz quando veio para o Rio de Janeiro em 1995, aos 5 anos, e desde então vem conciliando as duas carreiras em paralelo. Sempre gostou de escrever e começou a compor sem muita pretensão, mas aos poucos criando sua própria identidade. Como cantora participou dos Cd’s infantis “Tateando, Brincando e Aprendendo” (1995), “Pintando o Se7e” pela Gravadora Polygram (1996) e integrou o show “Família Farias” com sua mãe e avô no Projeto Seis e Meia, do Teatro João Caetano (1999).  No disco solo de sua mãe, “Uyraplural” também gravou uma faixa ainda criança no estúdio do avô, na Paraíba.

Em 2010 deu início ao seu trabalho autoral, mesclando composições próprias e músicas que afetivamente estavam ligadas ao seu caminho, incluindo releituras de músicas do seu avô e uma composição em conjunto com sua mãe. Ali começou o projeto do show “Singeleza”, que teve o incentivo e a presença ilustre das cantoras Janaina Azevedo e Zezé Motta. Aos poucos e sem pressa foi dando canjas, conhecendo gente e ampliando experiências e parcerias. Em 2011 fez uma participação especial como convidada no primeiro disco da dupla de rap Carta na Manga, gravando a faixa “Passageiro de Emoções”, que também cantou no show de lançamento no mesmo ano. Já se apresentou em importantes casas do Rio de Janeiro, como o Bar Semente, o Centro Cultural Carioca e o Clube dos Democráticos.

Em 2014 foi morar em Portugal para fazer um intercâmbio em Artes Cênicas na cidade de Lisboa, através da faculdade de Teatro da UNIRIO. Além de exercitar mais seu trabalho como atriz também conheceu a cena musical de Alfama e se arriscou em algumas experiências cantantes com músicos de diferentes origens. Um encontro fundamental foi com a cantora e fadista Cristina Clara, que se tornou grande amiga e parceira artística. De volta ao Rio, passou a querer investir mais na sua carreira musical e realizar os projetos que tinha iniciado. Em agosto de 2015 se apresentou no Circo Voador, numa participação no show de encerramento do cantor Xangai junto com Mariana Mello e Cátia de França, e recentemente integrou a formação do grupo Brasil de Cara. Agora investe no lançamento de seu primeiro álbum solo, "Singeleza - para o mundo colorir", com direção musical de Zé Américo Bastos e participação especial de Elba Ramalho e Marcelo Jeneci.

© Camilla Farias - 2019. Todos os direitos reservados.

  • Álbum Singeleza
  • Facebook Clean
  • Branca Ícone Instagram
  • YouTube Clean
  • Branca Ícone SoundCloud
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now